Sapatos acredito que sejam uma paixão mundial das mulheres! Incrível a adoração que a maioria de nós tem por esse acessório! Quem discorda que atire o primeiro sapato. 

Mas a escolha do modelo ‘certo’ ou mais ‘adequado’ pode não ser tão simples assim. Tudo bem que tem o quesito ‘gosto, paixão’ que tem que ser levado em conta. Mas se pudermos aliado útil ao agradável melhor aindané?! Então vamos às dicas. Escolha seu modelo e seja feliz! 

Gáspea alta 

São aqueles modelos que cobrem mais os pés, sapatos mais fechados, como mocassins e mules. Eles funcionam mais com calças do mesmo tom, porque assim alongam e dão uma sensação de continuidade. Não que sejam errados. De jeito nenhum. Mas pode não favorecer todos os tipos físicos… e talvez seja por isso que umas amam e outras trocam toda vez que experimentam. 

Sandálias de tiras

Por um lado são super abertas e tenha um efeito ‘alongador’, por outro a tira no tornozelo pode ‘cortar’ a silhueta e não favorecer em todas as produções. Neste caso, quanto mais fina a tira, melhor. E que, tem pernas longas e morenas talvez percebam menos esse efeito do que quem tem pernas mais claras e não tão finas. Por isso muitas vezes vemos e gostamos nos Pitts’s mas quando provamos em nós o efeito é diferente. 

Gáspea baixa

Esse modelo favorece a maioria. E quanto mais ‘decotado’ for, quase mostrando os dedos, melhor, mais ‘alongador’ ele será! Se for cor da pele, então, fantástico, conte com a ‘impressão’ de alguns centímetros a mais. Isso explica e justifica o sucesso das sapatilhas e scarpins – esses, de quebra, ainda contam com a ajuda dos saltos!