O tempo todo estamos recebendo informação e estímulo da mídia através de revistas, sites, redes sociais para o consumo de um ou outro produto ou tendência. E vez ou outra acabamos nos deixando influenciar por algum deles. E a gente passa a SER o que compra! Mas será que precisamos mesmo deste produto?! Será que realmente eles nos conectam com a nossa essência?! 

Muitas vezes estamos no piloto automático, se vestindo e consumindo algo que não somos nós, pra nossa vida, nossa realidade. Compramos sem refletir, sem questionar sobre a utilidade de uma roupa, sem questionar se ela de fato nos representa. E aí, quando vamos para o espelho em casa, não nos reconhcemos! Por que mesmo que comprei isso?! 

Roupa é sim ferramenta de comunicação e de expressão. E o primeiro deles. Imagina que antes mesmo que nos apresentemos, nossas roupas já contam um pouco sobre a gente.  Por isso é importante que esta seja uma ‘embalagem’ coerente com nosso produto, nosso conteúdo, que expresse de verdade quem a gente é. 

Mas para isso precisamos saber quem somos. Conhecer nossas demandas internas, nossas nessidades, nosso estilo de vida e realidade – e se vestir de acordo com ela!  E isso gera mais segurança, auto-confiança, auto-estima e satisfação.

E quem precisa de mais?!