A roupa deve ser ferramenta de comunicação de que a gente é, expressar nosso estilo, independente de estarmos ou não ‘com a peça da estação’. A gente tem que olhar no espelho e identificar-se com aquilo que vê, reconhecendo que o que está na ‘embalagem’ se relaciona e expressa  o que está no interior. Assim, o consumo tende a ser mais consciente, mais equilibrado e verdadeiro, fazendo realmente sentido em nosso guarda-roupa e vida. A influência na hora da compra tem de vir menos de fora – publicidade, blogs e afins – e mais de dentro – identidade e necessidade. Quem compra motivada por demandas internas, refletidas, sente satisfação não só no momento da compra, mas também a cada uso útil, versátil e confiante do que foi adquirido. Compre menos e melhor!

inside outside guarda roupa como vestir personal stylist

Inside x Outside